Sessão musicada de clássico expressionista dá tom fúnebre ao primeiro dia do Fantaspoa



Num vilarejo europeu do século XIX, a Morte leva um jovem justo quando este estava prestes a se casar. Sua noiva, aos prantos, suplica que devolva a vida do seu amor. A Morte decide dar uma chance à jovem desesperada, prometendo devolver a vida do noivo se ela conseguir evitar a morte de uma das três vidas prestes a perecer.


Entre as obras-primas do período mudo de Fritz Lang, A MORTE CANSADA (seu sétimo longa-metragem) explora o tema do Destino, que é recorrente na obra do cineasta alemão. O Destino contra a vontade do homem de lutar contra a implacável ordem de vida e morte, definida de antemão por forças superiores. A MORTE CANSADA é uma produção com uma arquitetura interna poderosa, reúne uma grande variedade de inspiração e abriga formas visuais e narrativas diversas. O filme é apresentado como "uma canção popular alemã em seis estrofes". Lang atesta um domínio impressionante variando múltiplos registros, desde a bufonaria à pura tragédia, mas também as estéticas. (Olivier Père)

A MORTE CANSADA

Diretor: Fritz Lang

Alemanha, 1921, 97 min

Sessão musicada pela banda Quarto Sensorial


Onde ver: Fantaspoa 2021




Assine a newsletter Filmedodia