Comédia doce-amarga segue devaneios de jovem mais 'freak' que 'geek'


Aos 24, Scott continua a ser adolescente. Quer abrir um restaurante, mas não faz nada além de curtir. Quando a sua mãe viúva começa a namorar, o jovem descobre que zona de conforto é uma ideia mais que vaga…

"A ARTE DE SER ADULTO não é uma comédia. No entanto, a gente ri muito. Também não é um melodrama, mas podemos chorar em mais de uma cena. Frágil equilíbrio entre a comédia e o drama, em busca constante do ritmo relaxado de algumas vidas, o novo filme de Judd Apatow conta a história de um sujeito que não sabe de fato porque existe. Um personagem flutuante que só deixa rolar. Mais “freak” que “geek”, Scott vive à margem nessa periferia de Nova York que é Staten Island. Um lugar perto e longe de tudo, que Apatow filma como um espaço fechado, tal como seu personagem incapaz de enxergar além do próprio nariz."
Renan Cros, “Cinema Teaser”

A ARTE DE SER ADULTO

Diretor: Judd Apatow

EUA, 2020, 137 min, 16 anos

Onde ver:






Trailer