Cartaz de NOMADLAND traduz espírito nômade da narrativa



por GUS KONDO


NOMADLAND é um dos destaques da temporada e a grande aposta para levar as estatuetas de Melhor Filme e Melhor Direção no Oscar. Arrisco dizer que se houvesse uma categoria de Melhor Cartaz na premiação, o seu cartaz teaser também estaria concorrendo.


O conceito do cartaz é simples: pedaços de placas de veículos de diferentes estados dos EUA — é possível identificar alguns, mesmo com as palavras cortadas, como California, Alaska e Arizona). Juntos, esses fragmentos formam o título do filme, numa espécie de “placa Frankenstein”. A composição do cartaz, repleto de espaço em branco e com pouquíssimo textos, puxa mais ainda a atenção para o centro da imagem.


A imagem é uma representação perfeita do tema abordado no longa dirigido por Chloé Zhao. Baseado em um livro de não-ficção do mesmo nome, o filme mistura a história ficcional de Fern (interpretada por Frances McDormand) com a realidade vivida por nômades modernos nos EUA.


Dificilmente, este cartaz seria utilizado como o principal. As produtoras e distribuidoras ainda preferem pôsteres com atores e atrizes em destaque, já que as suas presenças podem definir o interesse ou não do público.



Portanto, o cartaz final é bem diferente do teaser. Ele mantém o fundo branco, mas troca as fontes e agora apresenta uma bela fotografia da protagonista sentada próxima a sua van e abaixo de um varal improvisado, no qual se veem algumas roupas íntimas. A imagem revela o estilo de vida de uma pessoa nômade. E o cartaz dialoga com a capa original do livro, que também apresenta uma casa sobre rodas solitária em meio a uma vasta paisagem.




Felizmente, boas ideias raramente são desperdiçadas, e sim reaproveitadas. A linguagem visual das placas criada para o teaser acabou sendo adaptada para outros materiais promocionais do filme. Na página oficial de NOMADLAND no Instagram (@nomadland) é possível ver alguns posts em que as colagens de placas formam os adjetivos pinçados de resenhistas que descrevem o filme como “Poderoso”, “Maravilhoso”, “Extraordinário”. Também foi feito um cartaz alternativo reunindo placas, agora completas, de cada um dos 50 estados dos EUA.


 

GUS KONDO é designer gráfico para o cinema e criador do Cinelayer.